segunda-feira, 8 de julho de 2013

YES, NÓS GOSTAMOS DE NOVELA


Essa é a primeira vez que acompanho um pouco da Fazenda. Nunca consegui acompanhar realities shows que não disponibilizam um 24 horas ao vivo que preste. E a Fazenda não é diferente. A opção por disponibilizar o 'ao vivo' no site ao invés de cobrar por isso dá uma confortável posição a quem o faz de fazer sempre um serviço porco e mal feito, como de fato é. A edição de imagem e som do 'ao vivo' é péssima, somos obrigados a acompanhar cenas insignificantes enquanto discussões homéricas podem estar acontecendo. Só a edição do programa a noite que dá o benefício de acompanharmos de fato o que acontece com razoável qualidade de imagem e som, e ainda assim, peca em não legendar determinados trechos inaudíveis.

Enfim, acompanhar esses dias da Fazenda serviu em muito para eu dar valor à equipe que faz o Big Brother Brasil. A qualidade da produção e edição não tem comparação. Mas vamos ao que de fato nos trouxe aqui:

Além da questão da indisponibilidade de PPV da Fazenda, outro fator que me afastava desse reality era diferença que eu percebia na torcida que votava nas eliminações. Os critérios para avaliação e permanência dos participantes normalmente eram muito diferentes dos que normalmente eu usava. Isso, obviamente, fazia com que os competidores que fossem eliminados muitas vezes tivessem qualidades que por mim seriam suficientes para que permanecessem, porém, ao invés disso, os 'rejeitados' do público da Fazenda eram justamente esses.

Mas vamos de Luciana Schievano. Não há Cristo que me faça votar a favor da permanência dessa cidadã. Não há entretenimento que me faça sacrificar mais ainda a vida dos confinados em troca de algumas frase de efeito e alguns barracos que essa moça possa proporcionar. O exercício da empatia por essas pessoas que estão lá me impede de votar a favor da permanência da Luciana. Mas acho engraçado como temos vários 'intelectuais' de reality show que julgam esse tipo de opção. Li  ontem a noite por exemplo o seguinte tweet da @alesie (renomada jornalista que escreve e fala de reality há anos): "cês não gostam de reality, cês gostam de novela." Ela estava questionando o fato da Luciana Schievano estar abaixo nas pesquisas para permanecer na casa, julgando que a opção melhor seria deixar a louca e desequilibrada no lugar da Aryane. Cada um faz o julgamento com os valores que aprendeu na vida. Não sou partidário de 'plantas' nos realities, nunca fui, mas a Schievano extrapolou todo e qualquer limite de convivência humana. Fazendo ou não um personagem (como a própria Ale Siedschlag cogitou no Domingo Espetacular da Rede Record).

Acho que a Aryane pode ainda desabrochar. A história do ex é muito mal contada. Muita coisa deve rolar ainda. Por enquanto, ela não fez nada que a fizesse perder o direito de estar ali. Pelo contrário. Já teve um estrago grande em sua imagem e o 'marido' traído é daquele tipo de corno vingativo, o que piorou ainda mais sua situação aqui fora. Acredito que ela mereça mais algumas semanas lá dentro para ao menos ter a oportunidade de reverter a rejeição gratuita que muitos têm por ela. Foi assim com a Bárbara Evans. A pequena entrou no confinamento com uma rejeição altíssima. Fruto de uma intolerância gratuita e de muita gente que transferiu a antipatia pela Monique diretamente para ela sem ao menos conhecer a sua voz. Em poucos dias o cenário se transformou e a Bárbara de odiada passou a ser uma das favoritas ao prêmio.

4 comentários:

Mulher Aprendiz disse...

Amo seus textos, sempre coerentes e muito bem escritos.
Também sou #ForaLu

Katita disse...

super concordo com tudo que escreveu !!! sem chance de ficar essa Lu, ela me causa náuseas e acredito que na maioria das pessoas. Como sempre um texto ótimo Bruno. Bjos

Anônimo disse...

corno vingativo?
Tenho pena do seus PAIS
Quanto a titia "monique" esta te PAGANDO?

Anônimo disse...

hein?!?!? a PURGANTE EVANS é uma coisa muito chata de se ver e ouvir, pau de virar tripa com essa voz irritante, fofoqueira, sonsa, mimada e falsa pois vive dizendo q fala na cara mas só fofoca pelas costas. podiam pôr ela e a outra chata da mãe num saco e mabdar pra baixa da égua q não faz falta!