sábado, 5 de março de 2016

Com Ana foi assim


Já ensaiei o início desse texto pelo menos umas dez vezes nos últimos dias. Mas nunca consegui passar do primeiro parágrafo. Só hoje, cerca de três horas depois da saída da Ana que acho que conseguirei chegar ao seu fim.

Porque com Ana foi assim. Entrou em nossas vidas efetivamente no dia 19 de janeiro e nesses 46 dias fez com que tentássemos nos doar pra ela na mesma proporção com que ela se doava pra gente. Com certeza ninguém conseguiu isso. A entrega dela a esse jogo foi de uma magnitude nunca antes vista em nenhum reality show brasileiro, quiçá mundial.

Com Ana foi assim. Na primeira festa ela fez um barraco homérico, daqueles pra ficar nos anais do BBB. E ainda assim, sendo desmedida em suas observações, conseguiu ali, criar um debate em torno de suas acusações que começou a angariar seguidores tão fiéis a ela quanto ela era fiel às suas próprias convicções. Quem defendeu tão veementemente Ana no famoso episódio do 'pedófilo', criou um vínculo com essa mineira que dificilmente iria se desfazer ao longo do programa. E assim foi até hoje, até ontem mais precisamente, quando ela distribuiu e retribuiu provocações.

Com Ana foi assim. Sempre se colocando à disposição para salvar os seus. Sempre se colocando na linha de frente para afrontar seus 'inimigos imagináveis e fictícios', para que, dessa forma, conseguisse atrair para si todo e qualquer mal que pudesse ter direção original a um dos seus. Sabemos que ontem foi assim. Não sabíamos o desfecho mas sabíamos a real intenção das provocações, que era apenas, mais uma vez, uma forma de atrair para si o embate que ela mesmo nomeou de 'paredão do século'.

Com Ana foi assim. Nunca antes em nenhuma edição um participante se expôs tão abertamente com relação a conjectura de jogo propriamente dito, e não só da balela de votos, mas do jogo que utiliza o ser humano como ferramenta para expor seu pior lado. Como ela falava, aquilo lá é um jogo onde as pessoas são estimuladas a colocar para fora seu pior lado, o mais egoísta. O olhar para o próprio umbigo. E enquanto ela falava isso suas ações eram pautadas única e exclusivamente para manter os seus no jogo, e nem digo os seus ao seu lado, porque suas atitudes nunca previam salvar a própria pele, mas apenas a dos seus amigos.

Com Ana foi assim. Atitude única e incomparável. Desmedida e repreensível. Carisma e eloquência infinitos. Quando essa mulher sorria ao lado dos seus, conseguíamos enxergar um pouco de sua alma. Seu exacerbado altruísmo nos contagiava um pouco. Por alguns dias acho que Ana conseguiu me fazer ser uma pessoa melhor, que olhava pros meus com o mesmo amor e dedicação com que ela olhava pros dela. Aqui nesse parágrafo, foi difícil não parar de chorar porque a imagem do sorriso dela não sai da minha cabeça.

Com Ana foi assim. Tinha que ser assim. Tudo que envolveu ela foi estratosférico. Sua possível desistência parou as redes sociais durante horas. Os quase trinta minutos em que ela ficou no confessionário decidindo se ficaria ou não ficam pra história do BBB como a meia hora que precedeu o 'diga que fico' da Ana Paula. Quando aquela porta se abriu e ela chamou os seus para seu lado comunicando a decisão, a reação aqui fora se comparava a de uma vitória de um finalista.

Com Ana foi assim. Não poderia ser diferente. O episódio de sua desclassificação completamente envolto de interpretações subjetivas será discutido ainda por muito tempo, Mas sempre o nome dela será citado. A pessoa ANA PAULA foi e é maior do que qualquer fato e/ou acontecimento que tenha envolvido seu nome naquela casa. O CPF ANA PAULA é o que fica marcado para o resto de nossas vidas e pros anais dos realities shows no Brasil.

Dito isso e depois de pausas para recomposição desse que vos escreve. Só tenho a agradecer a ela (OLHA ELAAAAA), ANA PAULA RENAULT por nos proporcionar 46 dias de PURO ENTRETENIMENTO. Ela estava lá com essa única proposta e nunca antes alguém conseguiu ter tanto sucesso da forma que ela obteve. Agradeço a intensidade da torcida que tentou, ao menos tentou, se doar na mesma proporção com que ela se doava para nós que estávamos aqui fora. Cada um de vocês fez simplesmente a maior edição de todos os tempos do BBB.

À família RENAULT, fica o recado para vocês terem muito orgulho dessa mulher que tem um coração que não cabe dentro de si mesma. Os entreveros fazem parte dessa caminhada. Mas o que é dela está guardado.

Obrigado ANA PAULA RENAULT, sabíamos desde o início que com você teria que ser assim.

12 comentários:

Di disse...

Lindo! Maravilhoso! Fui as lagrimas....estou assim meio de luto...

Marcia Finisguerra disse...

Texto perfeito. Difícil de engolir um homem sensível e que joga sujo.obrigada Ana por me divertir tanto.sempre enxerguei esse super coração dela.

Marcia Finisguerra disse...

Texto perfeito. Difícil de engolir um homem sensível e que joga sujo.obrigada Ana por me divertir tanto.sempre enxerguei esse super coração dela.

Anônimo disse...

Só não me conformo por Adélia não ser, sequer, repreendida por ter jogado bebida em Ana Paula. A reação da Ana foi por Renan tentar impedi-la de chegar em Adélia.
E eles dois (Adélia e Renan) já haviam combinado de desestabilizar a Ana desde antes da saída de Tamiel. Isso a produção tinha que ter visto, também. E Adélia e Renan também tinham que ser punidos.

Sandra Audino disse...

Adorei o texto.Digno da nossa querida Ana Paula. Obrigada pelas lindas palavras.

rose disse...

Lindo texto.
Acho que AP estava esgotada e Renan e Adelia aproveitaram da situação pra que ela perdesse a pouca paciência que tinha.

Ficará gravado nos anais do bbb e o nome dela. Agora torço por Ronan.
Concordo com o Anônimo, Adélia e Renan deveriam ser punidos.

Claudia disse...

A participação da Ana Paula estará sempre em nossas cabeças ! Pena q não chegou até o fim desta edição , muito triste com a sua expulsão , mas não desisti deste BBB não , quero Munik e Ronan na final !

MaraPeralta disse...

Obrigada por nos presentear com este texto lindo e inspirado. Foi bom torcer pela Ana no Twitter ao seu lado.

Anônimo disse...

Super jogadora, mas existem regras e por e ninguém está acima delas. Fará falta ao jogo porque não acredito quem os plantas e idiotas que ficaram (Ronan incluído, sanguessuga de AP, e Munik - essa pelo menos é bonitinha) tenham condições de movimentar o jogo.

E vou mais além - essa desculpa do não lembro, não sabia mostra bem que ela andou muito com políticos. AP tinha tudo para ganhar, mas subestimou e foi soberba - depois do v acho quando ameaçou sair e xingou a produção, achou que estava acima da lei.

Tchau, seja feliz mas perdeu uma oportunidade única de se consagrar com a maior jogadora do BBBs.

Anônimo disse...

Ok! Ana movimentou o jogo sim. Mas sinceramente n entendo essa paixão desenfreada de grande número de pessoas por alguém tão desequilibrada que conhecemos através do programa de tv ñ tem nem dois meses.O povo gritando " eu te amo Ana ", "A cara do Brasil". "O Brasil te ama". Amor?? Amor eu sinto por meus pais, filhos, marido, amigos, pessoas queridas que fizeram a diferença na minha vida. Ñ me representa, Deus me livre!!!

Alice Seixas disse...

Parabéns por ter a sensibilidade da nossa própria Ana Paula para escrever um depoimento tão intenso e real! Me sinto representada por ele como admiradora desse furacão.

mimoga disse...

Texto maravilhoso, me identifiquei Ana Paula é esse ser de luz com uma energia, generosidade e um carisma incrível! Eu chorei nesse dia da expulsão, acompanhava ela todos os dias pelo PPV, nas festas orava para que ela se comportasse, me divertia, ria, por que ele é bem-humorada e engraçadíssima! Mas, agora fico feliz por ela estar colhendo está imensa entrega e doação que fez ela a dona, a maior protagonista de todas as edições do BBB! O céu é o limite para ela!!! 👏🏻🙌🏻🙏🏼