segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Precisamos falar sobre a Emilly (e porque ainda torcemos por ela)



Quando buscamos razões pelas quais assistimos a realities shows de confinamento, nos deparamos, basicamente, com entretenimento. Ao menos sempre foi o que busquei nesse tipo de programa. Esse entretenimento pode vir de formas alternativas a depender de quem o consome. Uns buscam identificação pessoal, outros buscam esteriótipos que pessoalmente nunca teriam contato. Sempre fui mais adepto à primeira opção. Tentava identificar nos primeiros momentos as personalidades com as quais mais me identificaria e outras, pelas quais, mais me interessaria, em circunstâncias normais da vida.

Dito isso, aparece-me uma guria de 20 anos de idade, completamente sedutora. 'Sedutora' na assepsia da palavra: "quem convence com arte e manha, persuade com astúcia, sob promessa de vantagens e exerce influência irresistível sobre". Como não se deixar seduzir? A perspectiva de "promessa de vantagens" é o X da questão. A quem ela consegue prometer entregar alguma vantagem e quais seriam essas vantagens? Claro que estamos falando e analisando relacionamento humano e trata-se dos sentimentos envolvidos nessa relação. De homem para mulher e vice-versa e de mulher para mulher também. A promessa de lealdade entra nessa equação, além de promessa de atenção irrestrita e exclusiva também. Com essa promessa de entrega, a sedução se impõe a quem estiver disposto a pagar o preço pelo 'produto' pelo qual espera. Eu estou disposto, quem mais estaria naquela casa? Todos envolvidos no círculo ao redor de Emilly, aparentemente estão. Na real, a maioria já pagou e só espera pelo produto, que seriam lealdade, fidelidade e atenção irrestrita e exclusiva. Mas como entregar lealdade e fidelidade a todos? Como dar atenção irrestrita e exclusiva a todos? Nesse momento o sedutor começa a se desmontar. No momento em que quem pagou o preço começa a cobrar pelo produto. A entrega não virá, ao menos não para todos. Aí nos perguntamos: A entrega virá para quem?

Paredão de amanhã pode ser o renascimento de Emilly no jogo. Depende exclusivamente da leitura que ela fará da eliminação do Luiz Felipe perante duas pessoas que sempre foram julgadas como fracas pela distorcida leitura do público que eles fazem. Caso a gaúcha consiga fazer a leitura correta ela pode dar os calotes necessários para manter sua sobrevida naquela casa. A Roberta, por exemplo, deveria ser a primeira a não receber nenhum produto. O atual líder Daniel também deve ser caloteado. O único nesse momento que precisa ser plenamente atendido nos seus anseios é o Marcos. Esse até agora foi o que pagou o preço mais alto quando ela lhe ofereceu seus produtos através do processo de sedução. Esse precisa ser plenamente atendido em suas expectativas, e ficar, utilizando-se de uma expressão de pesquisa de satisfação em serviços de concessionárias de veículos, 'plenamente satisfeito'.

Se isso ocorrer, estamos diante da perspectiva da maior virada da história de um BBB no Brasil. Uma pessoa que no momento extrai o que há de pior nos espectadores aqui fora, está prestes a fazer uma trajetória de evolução como ser-humano que poderemos acompanhar ao longo desses dois meses. Isso não tem preço nenhum. Para nenhum dos envolvidos. Para quem será seu tutor nesse período, para nós que poderemos acompanhar em tempo real esse processo, mas principalmente para o objeto da evolução como ser-humano, que sairá daquela casa reinventada e pronta para uma nova vida.

Essa é a explicação do motivo pelo qual ainda torço por Emilly. Mais do que apreciar suas virtudes estéticas na minha tela de 47", estou ansioso para acompanhar sua trajetória de evolução nos próximos 60 dias. Esse é o produto que espero, e é por isso que paguei um alto preço até aqui que é simplesmente ainda ser um torcedor de Emilly. Talvez não da Emilly que existe hoje mas da Emilly que pode vir a existir.

4 comentários:

Cristiane disse...

Emilly e Mayla,gêmeas gaúchas q perderam a mãe a pouco tempo,uma é ex de sertanejo.Pobres q a casa inunda durante as enchentes. Metidas a bonitas e arrogantes segundo vizinhos;foi assim que me foi apresentada as gêmeas e já detestei e o BBB não havia começado. Primeiro dia assistindo já na cabeça vou salvar a gêmea boa.E me encanto com Emilly, a gêmea má, q me lembra a minha irmã mais velha nos cuidados e no amor. Uma irmã q ainda hoje (ambas com mais de 30 anos) pega a minha mão qdo atravessamos a rua. Que qdo tem temporal liga pra saber se já cheguei e estou em segurança em casa... Vi Emilly focada a ganhar o prêmio é não formar casal (e o Doc queimou a largada). Mas tinha certeza q não seguraria a barra de se vê sem Mayla e se segurou à Roberta e Luiz Ricardo como uma bóia de segurança. E essas bóias exigiam dela.Não culpo eles por suas atitudes mas vejo e sinto o seu medo de mais uma perda agora de amizade em um momento q a perda já foi quase ao limite do insuportável. Viu em Marcos sim um escudo de segurança e perto dele é mais leve.Mas como demonstrar isso pra pessoas como Roberta, Luiz e Iêda q deturparam todas as atitudes dele. Ele não quer cuidar de você ou te proteger e sim te pegar. Ele é inteligente mais velho sedutor,vc é nova bonita e nem de longe chega ao nível social dele." Algo q ela já ouviu em outro relacionamento. Emílly pra mim ainda está em um casulo e por isso ainda não desisti dela.Posso me decepcionar, sim posso o q vou fazer e tentar tirar mais uma lição pq não será a primeira e nem a última. Mas meu coração me diz que a Borboleta Emilly ainda vai sair do casulo e abrir lindamente suas asas. E o Doc sim será parte dessa evolução.

Iara disse...

Meu amigo, consigo ate gostar um pouco,mas nao consigo compactuar com as atitudes ruins dela no jogo e nao foi porque é nova ou porque foram influenciadas.
nao gosto de gente que vejo distorção no carater. É isso que eu vejo nela.
Tem outros tambem na casa tao ruins quanto, mas o caso aqui é ela.
Na minha opiniao ela pode ficar la nacasa ate a ultima semana se for assim, mas consigo achar a maria claudia por exemplo com muito mais dignidade.
Nada justifica algumas coisas que ela faz.

Eu ja torci pela Talita que era um poço de amargura e fazia tudo errado, sei como é, depois que a gente gosta, fechamos os olhos.

Ela vai aprender sim, espero que aqui fora, la dentro é pra um jogo mais harmonioso.
Eu nesse bbb to um saco, pq eu gosto de gente que efetivamente nao fazem la grandes coisas, mas gosto da conduta deles.
meu top ta assim: manoel romulo vivian ilmar pedro daniel
nao curto a marinalva, nao curto roberta e nao acho graça nenhuma na maldosa senhora e ja vi que Elis é uma serpente dissimulada.

Sobra a Vivian e Emilly.
Nao compactuo com a forma como a Emillly faz as coisas...

fica bem :D

Iara disse...

mas sou completamente aberta a tudo.

so que realmente nao consigo mais me ver gostando de Milly.
Tem uma coisa que eu percebi que deixa ela mais menininha...mais fofinha..
nao é o marcos.

quando ela cuida e conversa com o manoel, ela faz com ar de inocencia, com jeito de quem é a uma irmã que cuida do irmão..ontem ela falando com ele com sobre a punição foi bem fofinho.
pode ser uma saida pra tirar o ar de "sedutora ninfeta" que ela tem...e para humaniza-la na frente do publico.

Anônimo disse...

Os melhores para mim, são : Marcos, Emilly e Ilmar , os demais estão de férias no BBB . Se o trio não existisse o BBB já estaria morto
O pior é o Rômulo, o falso , que só dissemina o espírito do mal.