terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Max é o supersonic do BBB9 ?



Fui buscar longe uma imagem do superherói chamado supersonic. Inspirado nas palavras do Bial, que se referiu a esse BBB como sendo supersônico, percebi uma coincidência no visual do Max e do Supersonic, ambos tem o mesmo penteado, com aquele topete esculpido cuidadosamente.

Percebi hoje vários traços no Max que realmente o apontam como um franco favorito. Auto-confiança, humildade e honestidade. Mas até onde podemos acreditar que o Max exerce sua verdadeira personalidade, ou pelo menos seu alterego e não está montando um personagem de um jogador que agregue essa característica antes odiada e agora exaltada pelas edições a seu carisma e a um possível romance? E se for isso mesmo? Qual é o problema em ser inteligente e jogar para o público?

Hoje durante a eliminação, Max teve uma atitude irrepreensível, ao se abster de uma comemoração individual e egoísta por sua permanência em prol de um momento de consolo ao Alexandre. A cada palavra que o Bial soltava indicando que o pernambucano seria o eliminado, Max apertava o pescoço do Alê pois percebia que ele estava desmoronando, e isso de fato aconteceu quando o veredito foi anunciado. O cidadão de Olinda teve umas das reações mais desesperadas que eu já vi em todas as edições. Alexandre não é idiota, sabe de suas limitações físicas que o impedem de gozar de uma futura carreira artística, e se não tem beleza, muito menos carisma ou senso de humor, o que asseguraria pelo menos uma vaga na Turma do Didi ou coisa parecida. Tentou se esquivar dos conflitos, se escondeu atrás da exposição dos outros participantes com o intuito de não ser lembrado durante as formações de paredão da casa. Jogada muito arriscada, pois se acontecer um imprevisto que o jogue na votação popular, a possibilidade de ser eliminado é muito grande, pois ninguém o conhece.

Espero que os adversário do Max continuem o indicando para o paredão, o que o fortalece cada vez mais. Mas não acredito que Ralf e Tom persistam neste erro, se o fizerem, assinarão um verdadeiro atestado de burrice. O novo queridinho das edições da Globo (Ralf), em conversa hoje a noite com seu fiel escudeiro Tom, fez uma leitura parcial do que está acontecendo aqui fora, observando que o Max, apesar de ser um jogador confesso, tem caído em parte no gosto popular pois voltou de dois paredões. Mas ainda assim o Ralf não conseguiu decifrar todas as palavras do Bial, pois comentou que o Max pode estar se precipitando e que essa atitude de ser um jogador tão declarado não é compatível com a maturidade do público atual, talvez seria em um BBB12, ou seja, daqui a três edições. Ledo engano Ralf, o público já está maduro o suficiente sim para aceitar jogadores e entregar-lhes um prêmio de um milhão, mas para isso, as edições tem que ser ao menos imparciais, ou se for o caso, como foi com o Dhomini, que até favoreçam os jogadores confessos caso seja conveniente para alavancar a audiência.

A diferença crucial entre o Max e o Dhomini é que o Max já entrou na casa com uma pré-disposição para o jogo, e o Dhomini despertou isso, já dentro da casa, quando se sentiu acuado e precisou combater seus adversários.

Mas na noite de hoje, além de interpretações inteligentes, ouvi alguns absurdos, como os proferidos pela tal da Josi, quando disse que a samambaia de Olinda somente saiu porque eram "5 contra 1", ou seja, a cantora de cabaré afirmou que qualquer um que fosse para o paredão no lugar da samambaia de Olinda, teria o mesmo destino, pois as pessoas só teriam votado nele em função de quererem salvar o trio do quarto branco. Ô inocência... Se ela soubesse como o namoradinho dela está queimado aqui fora, com certeza ela não pensaria desta forma. E além disso, conheço expressão "5 contra 1" com um sentido bem menos nobre.

Cheguei a ficar com ânsia de vômito de tanto ouvir a insuportável da Naná falar que a Ana Chatolina deveria "engolir sapo" e "colocá-lo pra fora quando for a hora". A velha repetiu a expressão "engolir sapo" umas 200 vezes... Haja paciência, se eu estivesse na casa teria pedido pra sair hoje, a velha é intragável, só alguém intragável igualmente para se identificar e torçer pela permanência dela na casa. Desculpem a franqueza.

É divertido ver a cantora de cabaré, a samambaia de Belém e o militar fajuto discutindo o por quê das eliminações de Michelle e Alexandre. Estão desesperados, sabem que a hora deles está por vir. A cantora de cabaré chegou a dizer que o léozinho, coitadinho, entrou no BBB9 pra se achar, mas quando caiu no lado B, se perdeu, pois o pessoal do lado B é um bando de "porra loucas" que vivem fazendo brincadeiras e baixarias. Aí o leozinho, coitadinho, entrou em deprê. Cantora de cabaré, sua hora vai chegar já já...

Saldo da semana:

>>>>UP
>>>>Max, Flávio, Priscila>>>>

>>>>NEM FEDE NEM CHEIRA
>>>>Francine, Milena>>>>

>>>>FUCK YOU MOTHERFUCKERS!!!
>>>> Ana Chatolina, BebEmanuel, Cantora de Cabaré (Josi)
>>>> Samambaia de Belém (Mirla), Velha que engole sapo (Naná)
>>>> Militar do Paraguai (Ralf), Tomzémané (Newton)


Post longo, mas necessário.

Sds.

2 comentários:

Patricia Daltro disse...

Gostei do post, principalmente por que não caiu no "oba-oba da Ana peitando o Ton", conseguiu traçar um retrato dos partipantes do jeito que eles são. Humanos e jogadores, qual o defeito disso?

Anônimo disse...

Muito boa a análise!